Curiosidades Sobre a Raça Pinscher

Os cães dessa raça conhecido pelo seu pequenino tamanho são de origem alemã. Pesam geralmente entre 3 à 5 Kg e crescem até 31 Cm. Não possuem muita resistência ao frio, ao contrário dos dias quentes. Procure sempre deixar seu cãozinho bem aquecido, se for fora de casa deixe sempre a sua casinha bem limpa com paninhos de lã. Procure também lavar toda semana, pois a falta de higiene ou paninhos molhados poderá deixar seu bichinho doente.

Os pinscher vivem em média 15 anos, tendo muito pouco problemas de saúde. O que poderá ser bastante sensível nessa raça são os seu olhos. Alguns podem sofrer com úlcera de córneas ou outros tipo de doença. Por esse motivo é importante que você leve o seu cãozinho periodicamente no veterinário. Os banhos podem ser dados quinzenalmente, pois sua pelagem curta não necessita de cuidados com frequência em períodos curto.

Por serem pequeninos podem sofrer com patinhas quebradas com mais facilidade do que outras raças mais fortes de cães. Fique sempre atento para não pisar em seu bichinho. Geralmente os de tamanho 0 ou 1 requer cuidado um tanto quanto especial. Procure tampar os buracos ( canos abertos, valetas, ou furos no cercado ) para que ele não venha se machucar ou até mesmo fugir de sua casa.

Famoso por seu temperamento explosivo, essa raça é bem conhecida em nosso meio. Costuma latir com frequência por quase tudo o que atravessar na sua frente. As vezes o seu latino poderá ser porque está se sentindo com muito mais medo, do que coragem. O que eles tem de pequenino é só o tamanho. São cheio de vitalidade e energia, ativo e observador, mas quando precisam são também agressivos.

Em contrapartida esse bichinho adora brincar com o seu dono, e ama o seu lar. Geralmente procuram obedecer somente um integrante da família. Se você sente dúvidas sobre ter um pinscher ou não, a resposta está em saber se você gosta de um cão ativo, e está disposto a ensinar ele. Pois uma de suas características forte também está a teimosia.

Procure não puni-lo com frequência, ele precisa entender que nós seres humanos também somos amorosos, e que como o seu dono só desejamos dar e receber carinho. Isso fará com que se crie um ambiente de família para o seu bichinho. Ensinar ele através dos brinquedos é uma boa opção. Como tirar da sua boca e lhe entregar logo e seguida um petisco, ou colocando pequenas porções de ração com a sua mão. Mostrando que você veio para dar a ele, e não para retirar algo.

Como essa raça costuma latir muito, leve passear sempre que puder. Pois ao ver lugares, coisas, pessoas diferentes o deixará muito mais calmo, e com consequentemente latirá bem menos do que sempre deixá-lo trancado em um cercadinho. E não esqueça pegar um filhotinho será sempre uma ótima opção para treiná-lo do seu jeito.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp